Pentacam

Exame de Pentacam

O que é Pentacam?

O pentacam é um exame utilizado na oftalmologia onde se realiza uma tomografia de coerência ótica bilateral da córnea e do restante segmento anterior do olho, com objetivo de diagnosticar algumas patologias oculares, como por exemplo, astigmatismo, ceratocone, catarata, glaucoma, entre outras doenças dos olhos.

O pentacam é, assim, um exame oftalmológico que obtém imagens em 360° e em três dimensões (3D) da superfície anterior e posterior da córnea e do cristalino. Veja fotos superiores. 

Tomografia da córnea

O pentacam serve para o oftalmologista obter mapas topográficos (tomografia) com informações relevantes da elevação da superfície anterior e posterior da córnea, paquimetria da córnea, profundidade e volume da câmara anterior, valores de densidade ótica do cristalino, aberrometria corneana e medição do ângulo irido-corneano. 

Este exame complementar de diagnóstico permite, ainda, ao médico oftalmologista adquirir informações para determinar o cálculo da potência das lentes intra-oculares (LIO), para avaliações prévias da córnea na cirurgia refrativa, no sentido de acautelar possíveis riscos da cirurgia, etc.

Pentacam - como se realiza?

A tomografia realizada pelo pentacam é, habitualmente, feita aos dois olhos (binocular), não provocando qualquer dor ao paciente, ou seja, é um exame indolor e confortável para quem o realiza, é não invasivo e não existe contacto ocular. Pode, no entanto, o exame ser realizado num olho apenas (monocular).

Durante a realização do exame, os pacientes devem permanecer sentados confortavelmente numa cadeira, com o queixo colocado numa mentoneira e a testa encostada a uma proteção.

O exame pentacam tem a duração média de 5 a10 minutos, durante os quais o paciente deve fixar uma luz azul, ativada no início do exame.

No caso de pacientes que usam lentes de contato, a realização do exame pentacam só poderá ser efetuada se houver suspensão do uso das lentes nos cinco dias imediatamente anteriores ao exame.

Exames oftalmológicos

A par do exame pentacam, os médicos oftalmologistas podem recorrer a outros exames complementares de diagnóstico, a saber: