Cirurgia PRK

Cirurgia PRK

Cirurgia refrativa PRK

A cirurgia refrativa PRK (ceratectomia fotorrefrativa) é um tipo de cirurgia refrativa a laser que permite a correção de erros refrativos, nomeadamente, miopia, hipermetropia e astigmatismo.

A cirurgia PRK foi a primeira forma de cirurgia ocular a laser (laser ocular). Posteriormente, surgiu o LASIK que se tornou entretanto bastante popular.

A operação por PRK é rápida (cerca de 5 minutos por cada olho) e indolor.

Cirurgia refrativa a laser

A cirurgia ocular a laser tem vindo a sofrer avanços significativos nos últimos anos. Para além da cirurgia PRK outras técnicas cirúrgicas têm sido desenvolvidas.

Na cirurgia PRK à semelhança do LASIK são utilizados lasers para “modelar” a córnea, permitindo a focagem das imagens na retina. Após a correção dos erros refrativos, o doente fica independente dos óculos ou lentes de contacto.

Em condições normais a cirurgia refrativa LASIK, apresenta várias vantagens quando comparada com a cirurgia PRK. Contudo, este tipo de cirurgia ainda é realizado pois oferece vantagens no caso de alguns doentes. Veja mais informação na comparação entre as duas intervenções cirúrgicas (PRK vs LASIK).

Saiba, aqui, tudo sobre LASIK.

LASEK

Uma variação do PRK, denominada LASEK, também está disponível. Contrariamente ao que acontece no PRK em que se remove a camada epitelial externa da córnea, no LASEK existe o levantamento da camada epitelial, conservando-a durante a cirurgia e, em seguida, colocando-a sobre a superfície do olho, no final do procedimento.

Tem vindo a ocorrer a diminuição da utilização da técnica por LASEK devido à recuperação mais lenta da visão em comparação com o PRK, visto a camada epitelial levar mais tempo a recuperar no LASEK, comparativamente ao crescimento da nova camada epitelial no PRK.

PRK ou LASIK?

Comparemos de seguida as duas técnicas cirúrgicas (PRK, LASIK), de modo a conhecer melhor as vantagens e desvantagens de cada uma, bem como perceber a escolha da técnica cirúrgica que melhor se adapta a determinada situação. Veja na imagem superior um resumo da comparação entre as duas técnicas cirúrgicas (PRK vs LASIK).

O laser eximer é a tecnologia usada tanto no PRK como no LASIK. As duas técnicas cirúrgicas estão aprovadas pela FDA, como sendo eficazes e seguras. Nas duas técnicas cirúrgicas, praticamente não existe dor durante a cirurgia e as complicações graves são raras.

Ao fim de alguns meses, ambas as técnicas oferecem resultados visuais semelhantes.

Contudo, o LASIK oferece vantagens quando comparada com o PRK, pois a recuperação visual é mais rápida, os doentes sentem menos desconforto após a cirurgia (pós-operatório), sendo uma técnica mais previsível na cicatrização corneana (menos haze). Para além disso, no LASIK há preservação do epitélio corneano central e membrana basal epitelial.

O PRK oferece vantagens nos casos de doentes com córneas finas e em doentes que realizaram facoemulsificação com lente intra-ocular multifocal e que ficaram com erro refrativo residual.

As desvantagens do LASIK, quando comparado com o PRK, remetem-se à possibilidade de ocorrência de mais ectasias, mais aberrações de alta ordem e mais alterações biomecânicas.

Veja na imagem superior uma síntese da comparação entre as duas técnicas cirúrgicas (PRK ou LASIK).

Saiba, aqui, tudo sobre LASIK.

Cirurgia PRk - riscos, complicações

A cirurgia PRK, à semelhança de qualquer técnica cirúrgica apresenta alguns riscos e potenciais complicações que não devem ser descurados. Em alguns doentes pode verificar-se haze (ligeira turvação corneana central) e os resultados refrativos não serem os esperados devidos à cicatrização corneana.

Cirurgia PRk - pós operatório, recuperação

Na cirurgia PRK, a recuperação é mais lenta que no LASIK. Após as primeiras horas da cirurgia é normal sentir dor, visão turva e intolerância à luz. A dor no pós-operatório de cirurgia PRK pode ser controlada com a utilização de analgésicos.

Nas 48 horas após a cirurgia já existe uma boa acuidade visual, podendo o doente retomar parte das suas atividades habituais.

Na cirurgia PRK o tempo de recuperação é em média de uma semana, mas pode ser superior. De notar que este período de recuperação apenas diz respeito à convalescença sendo a recuperação visual consideravelmente superior. Considera-se por recuperação visual a melhoria da acuidade visual (ver melhor).

Na cirurgia refrativa PRK, o tempo de recuperação visual é alto, habitualmente entre 2 a 3 meses.

Quanto custa uma cirurgia PRK?

O preço de uma cirurgia refrativa PRK varia de acordo com diversos fatores (subsistema de saúde, seguros de saúde, etc).

O plano cirúrgico e valor apenas podem ser definidos após o doente ser avaliado em consulta pelo Médico Oftalmologista.