Sintomas de gravidez

Sintomas gravidez

Quais são os sintomas da gravidez?

Os principais sinais e sintomas na gravidez são: atraso menstrual, náuseas e vómitos, aumento dos seios e tensão mamária, cólicas abdominais, cansaço e sono excessivo, tonturas, alterações do humor, acne, dores de cabeça, alteração do paladar, entre outros, como veremos de seguida com maior detalhe.

Os primeiros sintomas de gravidez são muitos e podem não surgir ao mesmo tempo. Nos primeiros dias de gravidez (e muitas vezes antes do atraso menstrual) surge a tensão mamária e aumento do peito, o sono e cansaço, que se devem sobretudo às alterações hormonais. Nos primeiros dias após a fecundação pode também surgir uma sensação de “barriga inchada” que corresponde a leves cãibras abdominais (dor de barriga). Por isso, é normal sentir cólicas no início da gravidez que se assemelham às dores do período menstrual.

A falha menstrual (“não veio a menstruação”) costuma ser o sinal de gravidez mais importante e que normalmente leva a mulher a pensar que está grávida. Mas pode ocorrer um pequeno sangramento vaginal que pode ser sinal de gravidez, que corresponde à implantação do ovo no útero materno, ou seja, quando este chega e se acomoda na cavidade uterina.

As náuseas (enjoo) e vómitos são sintomas muito frequentes no início da gravidez. Normalmente são matinais (ocorrem de manhã), mas podem surgir a qualquer hora do dia. É normal que os sinta logo na primeira semana de gravidez e normalmente cessam entre as 8 e as 12 semanas. No entanto, podem em alguns casos perdurar ao longo de toda a gestação.

A tontura e o sono excessivo são sintomas da gravidez que ocorrem por causa da queda da pressão arterial, da redução da glicose no sangue, e da má alimentação devido aos enjoos e vómitos frequentes.

A dor de cabeça na gravidez é também frequente, geralmente é leve mas persistente no tempo.

No 1º (primeiro) mês de gravidez pode surgir aumento de apetite, aumento da frequência miccional (vontade frequente de urinar), obstipação (prisão de ventre), aparecimento de espinhas e pele mais oleosa.

Podem ocorrer alterações no humor (sintomas de depressão) e também aversão a cheiros fortes. A mulher grávida chega mesmo a vomitar perante cheiros que sejam aparentemente agradáveis como perfumes ou alimentos saborosos.

Apesar dos sintomas atrás apresentados, é importante referir que a gravidez não é uma doença! E se não houver restrições pelo médico obstetra, a grávida deve fazer uma vida normal e saudável. No entanto, apesar de ser um estado de felicidade, como vimos, podem ocorrer vários sintomas iniciais (que surgem logo nas primeiras semanas de gravidez) e muitos outros que podem surgir até ao final da gestação que podem ser um motivo de angústia para as mulheres grávidas. Muitos destes sintomas podem ser bastante incomodativos e transtornar a vida diária. A gravidez sem sintomas é algo frequente e por isso não deve ficar preocupada se não tiver nenhum dos sinais e sintomas referidos.

Caso os sintomas sejam incomodativos, o médico obstetra pode prescrever determinados medicamentos (ou remédios) ou recomendar outras atitudes ou medidas terapêuticas que possam aliviar ou até eliminar eficazmente muitos desses sintomas.

É importante também saber distinguir entre aquilo que é considerado normal e o que é patológico, merecendo investigação e tratamento adequados. Veja mais informação em sinais e sintomas de alarme na gravidez.

Quando começam os sintomas de gravidez?

O aparecimento dos primeiros sinais e sintomas de gravidez é muito variável de mulher para mulher. Eles podem surgir antes do atraso menstrual mas normalmente aparecem a partir da 5ª ou 6ª semana de gestação, ou seja, entre 7 a 14 dias após o dia esperado para vir a menstruação.

A intensidade e regularidade dos sintomas também variam imenso de mulher para mulher. Para determinadas mulheres os sintomas tornam-se extremamente evidentes e intensos enquanto para outras poderão ser confundidos apenas com um simples mau estar.

Sinais e sintomas de alarme

Como vimos existem inúmeros sinais e sintomas associados à gravidez, a maioria deles normais e sem motivo de preocupação. No entanto, outros sinais e sintomas requerem investigação médica e em alguns casos até avaliação urgente.

Por isso, se tiver febre, palpitações, diarreia, dores abdominais fortes e sangramento vaginal deve procurar o seu médico obstetra.

Como posso saber se estou grávida?

Se tiver um atraso na menstruação associado a qualquer um dos sinais e sintomas atrás descritos poderá estar grávida. Mas o ideal será fazer um teste de gravidez pois pode estar grávida mesmo “menstruando”.

O que é um teste de gravidez?

O teste de gravidez é o modo de confirmação mais usado para atestar a gravidez. Existem 2 tipos de teste de gravidez:

  1. Teste de urina ou teste imunológico da gravidez (TIG);
  2. Teste de sangue com doseamento da B-HCG que é uma hormona da gravidez.

Os testes de urina são testes rápidos, vendidos na farmácia, e funcionam detetando a hormona B-HCG na urina. É denominado também de “teste de gravidez caseiro” uma vez que pode ser efetuado no conforto de sua casa. Os preços variam de farmácia para farmácia e consoante as marcas. Os simples são mais baratos e os mais caros são aqueles que determinam aproximadamente as semanas de gestação.

A análise ao sangue ou B-HCG é mais precisa e fidedigna. É mais precisa porque é independente de outros fatores como, por exemplo, a concentração de urina nos testes de farmácia. Ele pode detetar a gravidez a partir de cerca de 12 dias depois da ovulação.

Teste de gravidez - quando fazer?

O teste de gravidez que se compra na farmácia pode ser feito no primeiro dia de atraso menstrual. Nessa altura a possibilidade de ainda vir negativo é grande, por isso, o mais correto será realiza-lo uma semana após a falha menstrual.

Se o resultado ainda for negativo deverá fazer um exame ao sangue ou B-HCG que é mais fidedigno. Este exame pode indicar o resultado “Positivo” ou “Negativo” e ainda dizer de quantas semanas de gestação se encontra.

Tenho quantas semanas de gravidez?

Normalmente, nas mulheres com períodos menstruais regulares a gravidez é datada a partir do primeiro dia da última menstruação. Mas o ideal será fazer uma ecografia obstétrica precoce para datar a gravidez sobretudo nas mulheres com menstruações irregulares.

O que é ecografia obstétrica?

A partir das 5 semanas de gravidez o médico pode fazer uma ecografia obstétrica precoce (transvaginal) para observar o saco gestacional e embrião e verificar se a gestação se está a desenvolver dentro do útero. Em alguns casos pode ocorrer uma gravidez ectópica que é quando a gravidez se instala fora do útero (ovário e trompas). É uma situação grave que pode colocar em risco a vida da mulher.

A ecografia é também importante para datar a gravidez, verificar se a data da menstruação está certa, determinar a data provável do parto e observar a viabilidade da gravidez.

Saiba, aqui, tudo sobre ecografia obstétrica.

Importância do seguimento médico

Após a confirmação da gravidez deve procurar o seu médico obstetra para iniciar o seu seguimento pré-natal o mais cedo possível.

O seguimento da gravidez por parte do médico obstetra é muito importante quer para a saúde da mãe quer para a do bebé.

ginecologia.png