Período Fértil

Tabela de fertilidade

O que é o período fértil?

O período fértil inicia 5 dias antes do dia da ovulação. Este “período” de ovulação calcula-se num ciclo regular como um número de dias após a menstruação. Este dia fértil e os 5 dias prévios (anteriores) são a melhor altura para engravidar.

A maior probabilidade de engravidar atinge-se com relações sexuais imediatamente antes da ovulação, ou seja, um a dois dias antes de ovular. Isto porque os espermatozoides conseguem sobreviver até vários dias no sistema reprodutivo feminino sem fecundação. O ovócito, por outro lado, tem uma janela de possível fecundação de pouco mais de 12 horas. Isto significa que, após a ovulação, existem cerca de 12 horas para um espermatozoide fecundar o ovócito.

O período fértil não é a única altura em que pode engravidar, é antes a que proporciona maior probabilidade de uma gestação acontecer. Ao analisar pelo menos os 3 últimos ciclos (3 últimas menstruações) poderá saber se o seu ciclo menstrual é regular e, com isso, calcular os seus dias férteis depois da menstruação e controlar a eficácia de vários métodos que a ajudam neste cálculo.

Como calcular o período fértil?

A fase mais “regular” entre mulheres é a fase lútea, ou a segunda fase. Então a ovulação ocorrerá cerca de 14 dias antes da menstruação (numa mulher que ovule). Numa mulher com ciclos de 28 dias será sensivelmente a meio, ou 14º dia. No entanto, uma mulher com ciclos menstruais de 25 dias terá a ovulação por volta do 11º do ciclo, enquanto uma mulher com ciclos de 35 dias terá este evento perto do 21º dia do ciclo.

Ao ter uma ideia sobre a data ou altura de ovulação mais provável, identificamos o período em que as relações sexuais têm maior probabilidade de gravidez: esse dia e os 5 dias anteriores.

Quantos dias dura o período fértil?

O período fértil tem uma duração de 6 dias. O dia da ovulação e os 5 dias anteriores constituem a altura de maior probabilidade de gravidez, o que constitui quase uma semana fértil em cada ciclo menstrual.

É possível, no entanto, engravidar fora deste período, mesmo que a data da ovulação não se altere muito.

Como saber se estou no período fértil?

Existem algumas formas de identificar o período fértil. Cada método funciona de maneira ligeiramente diferente e estes podem ser complementados para se saber os dias mais férteis do ciclo menstrual. Estes métodos, e sobretudo a sua conjugação permitem avaliar os dias onde existe uma maior probabilidade para a mulher engravidar.

Note que a maior parte dos métodos são aproximações, sendo muitas vezes difícil identificar precisamente a ovulação, que pode variar de mês para mês.

Método do calendário

O método do calendário permite-nos construir uma tabela de fertilidade feminina individualizada, que funciona do seguinte modo: conhecendo as datas das últimas menstruações (por ex. 3 últimos meses, idealmente mais), podemos prever a data esperada para a próxima menstruação (quando irá ter o próximo cataménio ou período).

Calcular o período fértil com base nesta data num ciclo regular (cujo número médio de dias não varie muito) torna-se fácil. Este método pode ajudar muito na identificação da fase mais fértil da mulher.

Tendo as últimas menstruações podemos calcular a duração de cada um desses ciclos, contando quantos dias passaram desde uma menstruação até à seguinte – Por exemplo: 28;30;29;29;31;40;28 dias. Se tirarmos o número 40, que, claramente, foi um ciclo fora do habitual, a média dá muito próxima de 29 dias. Assim, se esta mulher menstruar no dia 1 de janeiro, irá menstruar novamente a 30 ou muito perto desse dia. A ovulação ocorrerá cerca de duas semanas antes da menstruação seguinte. Como já vimos, a fase lútea, ou segunda fase, é a mais regular entre mulheres. Assim, num ciclo de 32 dias, ou seja, a ovulação dar-se-á por volta do dia 18 do ciclo (cerca de 18 dias desde o início da menstruação anterior). 

No nosso exemplo, com uma média de 29 dias, a ovulação dar-se-á por volta do dia 15 do ciclo. Isto significa que, sendo o dia 1 do ciclo o dia em que veio a menstruação, os dias 10 a 15 corresponderão ao período fértil.

Veja outro exemplo: Menstruei dia 24, qual o meu período fértil?

Usando os cálculos acima descritos, se a menstruação for regular, com 32 dias em média por ciclo menstrual e o mês atual tiver 30 dias, será previsível que ovule por volta do dia 11 do próximo mês.

Por outro lado, se a menstruação for regular, mas com 28 dias esta data será mais próxima do 7 do próximo mês, mantendo as restantes premissas.

Saiba, aqui, o que é ciclo menstrual.

Sintomas no período fértil e alterações fisiológicas

Quando a mulher está no período fértil pode notar diferenças, como as alterações do corrimento vaginal, mais fino, transparente, tipo clara de ovo, escorregadio e filoso (estica) perto da altura da ovulação (Spinnbarkeit). Pelo seu conteúdo em açucares, este corrimento, mais parecido com muco, cristaliza facilmente ao secar, formando um aspeto microscópico de folhas de fetos. O seu aparecimento indica uma ovulação em breve.

Por vezes, é possível inclusive sentir a ovulação (Mittelschmerz), como uma dor regular em determinada altura do ciclo.

Conheça, aqui, as fases do ciclo menstrual.

Teste de Ovulação (teste LH - fertilidade)

A hormona que despoleta a ovulação (ver fases do ciclo menstrual) pode ser detetada na urina antes da ovulação ocorrer, o que indica com elevada fiabilidade o período fértil. Esta hormona aparece na urina cerca de 24 horas antes da ovulação, o que torna o teste bastante útil para determinar o período de maior probabilidade de gravidez.

Existem vários kits disponíveis no mercado. O teste deve ser executado consoante as instruções, que podem variar entre kits, sempre à mesma hora, começando uns dias antes da ovulação prevista pelo método do calendário. Isto permite que se tenha maior certeza que houve um pico hormonal quando o teste é positivo. O dia do teste positivo e o seguinte são os dias com maior probabilidade de gravidez nesse ciclo.

Por vezes, o teste não identifica corretamente o pico de LH (nunca é positivo ou é positivo muitas vezes) o que pode requerer sensibilidades diagnósticas diferentes das tiras e interpretação no contexto clínico da mulher.

Temperatura basal

A temperatura basal da mulher sobe após a ovulação, cerca de 0,5º, o que é identificável. No entanto, este método só será útil para demonstrar que terá existido ovulação e, eventualmente, melhorar o método do calendário.

Depois da ovulação ocorre um aumento da progesterona e consequente subida de temperatura, a probabilidade de fecundação já diminuiu drasticamente para novas relações sexuais. (ver Otimizar a Fertilidade).

Calcular período fértil com ciclo irregular

Para saber os dias de maior probabilidade de engravidar, com um período irregular, poderá usar também um dos métodos que descrevemos acima. 

As alterações ao longo do ciclo poderão ser observadas em ciclos ovulatórios (normais) e os testes de ovulação (LH) funcionarão de igual forma. Note que pode engravidar de forma fácil mantendo relações sexuais regulares 2 a 3 vezes por semana a iniciar pouco após a cessação da menstruação. Se tudo o resto estiver bem (se ovular, nomeadamente), será igualmente rápido.

Note que um ciclo menstrual muito irregular pode estar relacionado com patologia (doença) pelo que deve ser avaliado pelo seu médico (ver ciclo menstrual).

Veja mais informações em cálculo de período fértil.

Quantos dias antes / depois da menstruação posso engravidar?

Já vimos que alguns dias após a menstruação inicia o período fértil (dias em que ocorrem as alterações que precedem a ovulação). Este período não é igual em todas as mulheres.

Isto significa que existe uma probabilidade acrescida de gravidez nesse conjunto de dias, não invalidando, no entanto, que a gravidez possa ocorrer noutros períodos.

Ou seja, as relações sexuais fora do período fértil podem igualmente originar gravidez, ainda que com menor probabilidade. A probabilidade de engravidar fora do período fértil diminui à medida que nos afastamos do período calculado, em qualquer direção (antes e depois), mas tal não significa que uma gravidez não possa ocorrer.

Após a menstruação é sempre “possível” engravidar com relações desprotegidas e, em algumas situações mais raras, é possível engravidar nos últimos dias da menstruação. Isto quer dizer que uma relação sexual desprotegida nestas alturas pode levar a que um espermatozoide se mantenha viável o tempo suficiente para algumas mulheres, com ciclos curtos e que ovulem cedo, engravidarem. São, no entanto, situações de muito menor risco de gravidez, que estão na origem do método do calendário como método de contracepção.

Seja 1 dia depois da menstruação ou mais, a probabilidade de gravidez já tem a ver com o período fértil esperado para determinada mulher. 3 dias depois da menstruação algumas mulheres já poderão estar dentro do seu período fértil. Nomeadamente mulheres com ciclos menstruais de 25 dias ovularão por volta do 11º dia de cada ciclo, pelo que no 6º dia poderão estar a entrar no período fértil.

Dias inférteis são dias em que a probabilidade é muito menor de gravidez. Estes serão mais facilmente determinados se, com certeza, foi identificada a ovulação. Mais de dois dias após a ovulação ocorrer, a probabilidade de gravidez decresce muito (sendo muito menor do que em qualquer altura antes daquela ocorrer) até aos primeiros dias da menstruação, depois da progesterona descer

Os métodos baseados no calendário falham muito, pelo que as mulheres que não desejam aumentar ou constituir família devem usar contraceção eficaz em todas as relações sexuais. Se possível um método de barreira (ou também), como o preservativo masculino, que previne ainda doenças sexualmente transmissíveis.

Como otimizar a minha fertilidade?

Se pretende engravidar não se deve preocupar demasiado. A ansiedade não ajuda. Se tudo estiver bem com o casal, a gravidez ocorrerá de forma natural em alguns meses, e não deve ser motivo de preocupação se tal não acontecer nos primeiros tempos.

A programação de relações sexuais causa desconforto no casal e raras vezes ajuda. Ausência de gravidez após 1 ano antes dos 35 anos da mulher, ou 6 meses se mais de 35 anos, merece investigação por um médico ligado à fertilidade.

Para saber mais sobre fertilidade feminina e como a optimizar, siga este link

ginecologia.png