Ecografia ginecológica

Fotos de ecografia ginecológica

O que é ecografia ginecológica?

A ecografia ginecológica é um exame de diagnóstico que nos permite avaliar os órgãos do sistema reprodutor da mulher. O exame é feito utilizando um equipamento (ecógrafo) que através de uma sonda nos permite obter imagens dos órgãos e desta forma realizar o diagnóstico médico.

Podemos encontrar duas formas distintas de abordagem:

  1. Na ecografia ginecológica por via endocavitária a sonda é introduzida pela vagina (via transvaginal ou endovaginal) para uma melhor avaliação dos órgãos ginecológicos;
  2. Na ecografia ginecológica por via transabdominal ou supra púbica a sonda é colocada exteriormente na região pélvica (na “barriga”).

As duas abordagens (transvaginal ou transabdominal) podem ser usadas de forma isolada ou em conjunto para obter um diagnóstico mais preciso possível.

A ecografia ginecológica está indicada como exame de rastreio ou de diagnóstico em diversas patologias (doenças), conforme abordaremos adiante com maior detalhe. A ecografia ginecológica permite-nos também detectar gravidez, numa fase mais precoce por via endovaginal e mais tardiamente, também na abordagem supra púbica. Veja mais informação em indicações do exame e ecografia na gravidez.

Como se realiza a ecografia ginecológica?

A ecografia ou ultrassonografia faz uso dos ultrassons para gerar imagens do corpo humano. As imagens são obtidas através de uma sonda (que capta as imagens) e as envia para um monitor para que possam ser observadas pelo médico. Como vimos anteriormente, existem duas formas de abordagem: via endovaginal (a sonda é introduzida pela vagina) e via transabdominal (a sonda é colocada exteriormente na “barriga”).

Durante a realização da ECO ginecológica, o médico radiologista (especialista em Radiologia) ou médico ginecologista (especialista em Ginecologia) analisa as imagens e interpreta-as. São feitas recolhas das imagens mais relevantes e no final o médico redige um relatório. Por fim, o relatório final será validado e os resultados do exame serão conhecidos e disponibilizados (imagens e relatório) em formato digital e/ou papel.

A observação ecográfica será considerada normal se os órgãos observados não mostrarem alterações significativas ou suspeitas. Caso contrário, o médico descreve os achados imagiológicos que devem ser relacionados com os demais exames e informação clínica.

Quanto tempo demora o exame?

A duração média é de 5 minutos. Alguns exames necessitem de avaliação suplementar com Doppler. O eco-Doppler é uma funcionalidade que nos permite estudar o fluxo nos vasos sanguíneos (artérias ou veias).

Preparação para o exame

Não é necessário realizar qualquer preparação prévia, nem cumprir qualquer tipo de jejum. A mulher pode tomar a medicação habitual.

Ecografia ginecológica e menstruação

O período ideal para a realização da ecografia ginecológica é a primeira fase do ciclo menstrual, ou seja, na semana seguinte ao término do período menstrual, uma vez que é nesta fase que o endométrio apresenta a menor espessura.

A realização por via endovaginal (pela vagina) deve ser evitada quando a mulher está menstruada (maior heterogeneidade do endométrio, maior desconforto para a examinada e questões higiénicas).

Indicações da ecografia ginecológica

A ecografia ginecológica é um exame que serve para avaliar os órgãos ginecológicos femininos, como o útero e os ovários, sendo utilizada frequentemente no diagnóstico de diversas patologias, como por exemplo:

O exame pode ser realizado como rastreio, ou solicitado perante alguns sinais ou sintomas, como dores na região pélvica, hemorragia (sangue) vaginal, corrimento vaginal, infeção pélvica, dificuldade em engravidar, etc..

clinica_imagiologia.png

Ecografia ginecológica na gravidez

A ecografia ginecológica pode ser usada para detectar gravidez a partir das 3-5 semanas de gestação  por via endovaginal e mais tardiamente também é possível por via transabdominal. Após ser confirmada a gestação, o médico obstetra faz uso da ecografia para uma correta vigilância da gravidez.

Durante a gravidez, a ecografia obstétrica possibilita ao médico avaliar o desenvolvimento do bébé e dos seus órgãos. Geralmente, efetuam-se três ecografias (ecografia do primeiro trimestre, ecografia do segundo trimestre ou ecografia morfológica e ecografia do terceiro trimestre).

Saiba, aqui, tudo sobre ecografia obstétrica.

A ecografia 3D e a ecografia 4D possibilitam conseguir imagens tridimensionais do feto, podendo ser executadas em qualquer momento da gravidez. Todavia, para que se obtenha uma melhor visualização da cara fetal é recomendada que seja concretizada entre as 26 e as 28 semanas de gestação.

Saiba, aqui, tudo sobre ecografia 3D e 4D.

Quanto custa uma ecografia?

Para as doentes do Serviço Nacional de Saúde (SNS), a ecografia ginecológica é comparticipada pelo estado, cabendo à mulher apenas o pagamento de uma taxa moderadora. No entanto, este pagamento apenas terá lugar caso a utente não esteja isenta do seu pagamento. Para as utentes isentas o exame é gratuito. O valor da taxa moderadora é fixado em portaria. Habitualmente, no caso da ecografia ginecológica o valor ascende a algumas dezenas de euros. Para os utentes beneficiários de outros subsistemas, como a ADSE, seguros de saúde, etc. a utente terá de suportar os custos de acordo com as regras definidas pelo subsistema ou do seguro de saúde associado.

No caso da ecografia ginecológica ser concretizada a título particular, a doente terá de suportar o custo total do exame, sendo este instituído pela clínica de imagiologia que realiza o exame.

Selecione o seu concelho da sua residência, veja onde fazer a ecografia e obtenha mais informações sobre preços dos exames e das taxas moderadoras em Portugal.

clinica_imagiologia.png