Ecografia das glândulas salivares

Fotos de ecografia glândulas salivares

O que é ecografia das glândulas salivares?

A ecografia das glândulas salivares é um exame médico por imagem que serve para estudar estes importantes órgãos e desta forma diagnosticar diversas patologias (doenças). Veja mais informação em “indicações da ecografia das glândulas salivares”. 

A saliva, produzida pelas glândulas salivares, tem variadas e essenciais funções. Três glândulas salivares major, em pares (parótidas, submandibulares e sublinguais) produzem o maior volume de saliva. A produção diária de saliva é de sensivelmente 1.500 mL, sendo cerca de 90% produzida pelas parótidas e submandibulares, 5% pelas glândulas sublinguais e 5% pelas glândulas salivares menores.

Como se realiza a ecografia?

Este procedimento de diagnóstico é efetuado através de um equipamento de diagnóstico (ecógrafo) que aplica ultrassons para efetuar a avaliação das estruturas. Daí, a ecografia também ser designada por ultrassonografia, neste caso, ultrassonografia das glândulas salivares.

As imagens são adquiridas por via de uma sonda que se encontra ligada ao ecógrafo. O médico coloca a sonda no local pretendido e as imagens são geradas e enviadas para um monitor, possibilitando a visualização e desta forma o diagnóstico. Antes de colocar a sonda, é aplicado um gel incolor na pele para uma perfeita geração das imagens ecográficas.

Durante o exame, o médico radiologista observa as imagens e interpreta-as. São feitas recolhas das imagens consideradas essenciais e no final o médico radiologista escreve um relatório (por escrito) onde relata o que viu durante o exame.

Depois de validados, os resultados do exame são conhecidos e disponibilizados (imagens e relatório) em formato digital e/ou papel ao médico requisitante / utente.

A ecografia será considerada normal se não forem encontrados achados ecográficos dignos de registo. Caso o médico radiologista observe alterações, esta são relatadas, devendo ser relacionadas com a história clínica do doente. Em alguns casos, pode ser necessário executar outros exames de diagnóstico para um melhor esclarecimento da situação. Veja mais informação em “outros exames de imagiologia”.

Quanto tempo demora o exame?

A duração da ecografia das glândulas salivares é, em média, de 5 minutos. Os estudos ecográficos mais demorados são os que carecem de uma avaliação complementar com Doppler, em que é indispensável a avaliação de várias secções vasculares.

Saiba, aqui, o que é ECO Doppler.

Preparação para a ecografia

A ECO das glândulas salivares não necessita de qualquer preparação prévia (antes do exame).

Também não é necessário que o doente cumpra qualquer tipo de jejum (o doente pode comer e beber antes do exame).

Quanto custa uma ecografia?

No caso da ECO das glândulas salivares ser feita a título particular, o preço é definido pela clínica de ecografia que o executa, não sendo um exame muito caro, dada a sua facilidade e rapidez de execução.

Para os doentes do Serviço Nacional de Saúde (SNS) os exames são comparticipados pelo Estado, cabendo ao doente somente o pagamento de uma taxa moderadora, cujo valor é muito inferior ao custo do exame.

Para os utentes beneficiários de outros subsistemas, como a ADSE, seguros de saúde, etc., o utente terá de suportar os valores de acordo com as regras definidas para estas entidades.

Selecione o seu concelho de residência e veja onde fazer a ecografia das glândulas salivares e recolha informações adicionais sobre o preço, os custos dos exames imagiológicos em Portugal.

clinica_imagiologia.png

Indicações da ECO das glândulas salivares

A ecografia é um exame de primeira linha no estudo das glândulas salivares, possibilitando uma boa avaliação dos lobos superficiais da parótida e submandibular, permitindo também uma boa distinção entre massas intra ou extra-glandulares.

As glândulas salivares podem ser acometidas por vários processos neoplásicos (tumores) benignos ou malignos (cancro) e também de processos não neoplásicos que podem aparentar lesões tumorais nestas glândulas. São exemplo os processos inflamatórios das glândulas.

O exame pode ser solicitado perante alguns sinais e sintomas, como a dor, alterações do sabor, boca seca (xerostomia), entre outros.

Outros exames de imagiologia

Em distintos contextos clínicos pode haver necessidade de recorrer a outros métodos de diagnóstico, principalmente nos casos em que os estudos ecográficos suscitem dúvidas, sendo necessário um melhor esclarecimento do quadro clínico.

Os raio x (RX) são um exemplo de método diagnóstico que emprega radiação ionizante e que possibilita conceber imagens do corpo humano. Trata-se de um exame de primeira linha em diversos contextos clínicos, caracterizado pela sua acessibilidade e baixo custo, mas com muitas limitações na atualidade, não sendo um método usado frequentemente no estudo das glândulas salivares.

Saiba, aqui, tudo sobre raio X.

A tomografia computorizada (TC) ou Tomografia Axial Computorizada (TAC) é outro método diagnóstico que nos possibilita observar detalhadamente as estruturas do corpo humano, também bastante relevante em distintos contextos clínicos.

Saiba, aqui, tudo sobre TC ou TAC.

A Ressonância Magnética (RM) é um exame mais caro que os dois anteriores, mas com uma magnífica acuidade diagnóstica, por isso, muito importante na caraterização de imensos contextos clínicos.

Saiba, aqui, tudo sobre RM.

A biópsia das glândulas salivares é um método que nos permite uma caraterização definitiva de algumas lesões. Através de uma agulha, por norma guiada por ecografia, são recolhidas pequenas amostras de tecido para posteriormente serem analisadas ao microscópio e, desta forma, obter um diagnóstico definitivo.

clinica_imagiologia.png