Tromboflebite

Fotos de tromboflebite

O que é tromboflebite?

Tromboflebite ou trombose venosa superficial consiste na formação de um coágulo sanguíneo no interior de uma veia superficial. Esse coágulo sanguíneo provoca um processo inflamatório da parede da veia onde se forma.

Trata-se de uma doença frequente e que deverá ser tratada o mais precocemente possível para evitar complicações graves. Veja mais informação e complicações e tratamento da tromboflebite.

A tromboflebite é mais frequente em pessoas com varizes, contudo existem outras possíveis causas associadas (veja causas da tromboflebite).

A tromboflebite pode surgir em qualquer região do corpo, sendo mais frequentes nas pernas, e braços.

Trombose venosa superficial e profunda

Além da trombose venosa superficial (tromboflebite) que afeta as veias superficiais, existe também a trombose venosa profunda que afeta as veias profundas. Ou seja, quando o coágulo se forma nas veias mais profundas, falámos de trombose venosa profunda. Quando o trombo afeta as veias superficiais, por baixo da pele, dizemos que estamos perante uma trombose venosa superficial ou tromboflebite.

O coágulo sanguíneo pode desenvolver-se nas veias (vasos sanguíneos que levam o sangue ao coração), designando-se neste caso por trombose venosa. O coagulo pode também desenvolver-se nas artérias (vasos sanguíneos que trazem o sangue do coração), designando-se neste caso por trombose arterial.

Como vimos anteriormente, a trombose venosa ocorre de forma mais frequente nos membros inferiores (trombose nas pernas), mas também pode surgir nos membros superiores (trombose no braço), nas veias do cérebro (trombose venosa cerebral), entre muitos outros locais.

Saiba, aqui, tudo sobre trombose venosa profunda.

Causas da tromboflebite

As causas mais comuns são:

As varizes, também designadas por varizes tronculares ou veias varicosas são veias doentes, dilatadas, tortuosas e superficiais nas pernas ou coxas que afetam mais as mulheres. As varizes podem apresentar sintomas como dor, o prurido (comichão) e o edema (inchaço nas pernas. Estas queixas são mais frequentes no verão, ao fim do dia e após muitas horas de pé. As varizes podem também, em alguns casos, ser assintomáticas (não apresentar sintomas).

Em qualquer um dos casos, apresentam quase sempre uma aparência inestética que pode afetar a autoestima do doente.

Saiba, aqui, tudo sobre varizes.

Sinais e sintomas na tromboflebite

Os sinais e sintomas de trombose venosa superficial são:

  • Dor;
  • Vermelhidão (eritema);
  • Calor e sensibilidade ao toque.

Estes sintomas surgem mais frequentemente nas varizes.

Diagnóstico da tromboflebite

O diagnóstico é realizado por um médico, frequentemente um médico cirurgião vascular (especialista em cirurgia vascular).

Para o diagnóstico é essencial a história clínica, o exame objetivo (observação) do doente e exames como o Eco Doppler (ecografia ou ultrassonografia que estuda as veias).

Saiba, aqui, o que é Eco Doppler.

Complicações da tromboflebite

As principais complicações da tromboflebite são as seguintes:

  • Embolia pulmonar – a embolia pulmonar ou tromboembolismo pulmonar é a obstrução de uma das artérias pulmonares (vaso que permite transportar o sangue). As porções de pulmão irrigadas por cada artéria bloqueada não são vascularizadas e podem morrer (enfarte pulmonar). Os pulmões não conseguem cumprirem a sua função (fornecer oxigénio ao resto do corpo), podendo ser fatal (pode matar). Na maioria dos casos, a embolia pulmonar é causada por coágulos sanguíneos que se formam nos membros inferiores (nas pernas) e migram para os pulmões. Saiba, aqui, tudo sobre embolia pulmonar.
  • Trombose venosa profunda – a trombose venosa profunda é a formação de um trombo (coágulo sanguíneo) nas veias mais profundas, impedindo a normal circulação sanguínea (do sangue). Ocorre de forma mais frequente nos membros inferiores, contudo pode surgir em diversas outras partes do corpo como a trombose nos membros superiores (trombose no braço), nas veias do cérebro (trombose venosa cerebral), entre muitos outros locais. Saiba, aqui, tudo sobre trombose venosa profunda.

A tromboflebite venosa tem cura?

Sim, a tromboflebite tem cura. O tratamento deve ser iniciado logo após o diagnóstico, com medicação anticoagulante (este medicamento impede a progressão do coágulo).

Tratamento da tromboflebite

Na maioria dos casos, o doente é tratado com medicamentos (ou remédios) anticoagulantes, por via oral ou injetáveis.

O doente deve ser medicado com analgésicos (medicamentos para aliviar a dor) e fazer uso de uma meia elástica.

O doente não deve ignorar os sinais e sintomas, sob pena de agravar a doença e aumentar o risco de complicações. Como vimos, existem complicações graves que podem aumentar o risco de morte.

Cirurgia na tromboflebite

Doentes com varizes e história de tromboflebite possuem indicação cirúrgica, depois de avaliado o risco-benefício.

Saiba, aqui, tudo sobre cirurgia de varizes.

Como prevenir a tromboflebite?

Adotar um estilo de vida saudável, praticar exercício físico de forma regular e evitar o aumento de peso (obesidade) são importantes medidas de prevenção. Estas medidas aplicam-se também na gravidez.

As varizes deverão ser corrigidas cirurgicamente para evitar a ocorrência da tromboflebite.

Saiba, aqui, tudo sobre estilo de vida saudável.

Clínica de Cirurgia vascular