Ecocardiograma

Ecografia (ECO) ou ultrassonografia do coração

O que é um ecocardiograma?

Um ecocardiograma (ou ecocardiografia) é um exame de diagnóstico utilizado para estudar a estrutura do coração. Este exame permite analisar em tempo real a forma como o coração se contrai, como bombeia o sangue e também avaliar as válvulas cardíacas e os vasos sanguíneos (artérias e veias). 

O ecocardiograma transtorácico bidimensional com Doppler é o exame mais frequentemente prescrito. Neste exame, uma a sonda é colocada no tórax sobre o coração para obter as imagens. Veja mais informação em “tipos de ecocardiograma”.

O Doppler permite-nos avaliar a direção e a velocidade do fluxo sanguíneo. Por exemplo, possibilita diagnosticar alterações dos fluxos de sangue que podem estar relacionados com estreitamentos (apertos) ou bloqueios nas válvulas (como a válvula aórtica ou mitral) e vasos sanguíneos (artérias e veias).

Saiba, aqui, o que é Doppler.

Assim, através deste exame, o médico tem a possibilidade de identificar diversas anomalias do coração. Conforme a intenção e informação que for necessária obter, a ecocardiografia poderá ser realizada de diversas formas, conforme discutiremos de seguida.

Tipos de ecocardiografia

  • Ecocardiografia transtorácica – é o tipo de exame mais comum. Permite realizar uma avaliação de alterações cardíacas morfológicas e/ou funcionais, que possam estar relacionadas com queixas dos pacientes. Não é necessário qualquer tipo de preparação para realizar este tipo de exame, é apenas aplicado um gel sobre o tórax do paciente e a sonda entra em contacto com a pele. Esta sonda produz ultrassons e os seus ecos são registados e convertidos em imagens no computador.
  • Ecocardiografia transesofágica – neste caso, a sonda é inserida através do esófago. É aconselhada para realização de uma avaliação relacionada com alterações cardíacas morfológicas e/ou funcionais na sequência de exames cardíacos anteriores. Para realizar este tipo de ecocardiografia, o paciente deverá ir acompanhado, pois não poderá conduzir nas horas seguintes. Para efeitos de realização deste exame, o doente não deverá ingerir alimentos algumas horas antes (deve fazer jejum de pelo menos 4 horas).
  • Ecocardiografia de sobrecarga – a ecocardiografia de sobrecarga avalia a resposta do coração em situações de carga (exercício ou sob medicação). Os doentes caminham num tapete rolante, ou passadeira, de forma a ser criada uma avaliação comportamental do coração e das suas válvulas, durante o esforço físico. Como alternativa, pode-se fazer o mesmo exame sob a ação de um medicamento injetado continuamente nas veias (perfusão) que acelera e aumenta a força de contração do coração. O objetivo é detetar doenças que apenas se manifestem nestas situações, tais como: a angina de peito, a doença das artérias coronárias e também a hipertensão pulmonar. Em alguns casos, poderá recorrer-se a substâncias farmacológicas de contraste para obtenção de mais informações.

Deverá ser um médico cardiologista a decidir qual o tipo de exame mais indicado.

Quanto tempo demora o exame?

Qualquer uma destas ecocardiografias tem uma duração média inferior a 60 minutos (uma hora).

O que permite avaliar o ecocardiograma?

Através do ecocardiograma é possível observar e analisar as válvulas cardíacas, as cavidades do coração e a forma como o coração se contrai.

Este exame faculta diversas informações, a saber:

  • As dimensões do coração;
  • A força da contração do coração;
  • A presença de lesões no músculo cardíaco;
  • A presença de lesões nas válvulas;
  • Outros defeitos cardíacos.

Esta informação serve para realizar um diagnóstico de variadas doenças cardíacas e escolher o tratamento mais eficaz para as mesmas. O exame permite também avaliar a resposta dos tratamentos instituídos nas diferentes patologias.

Quando realizar uma ecocardiografia?

A ecocardiografia está indicada sempre que se suspeite de uma alteração cardíaca, quer seja das paredes do coração, quer seja de lesões nas válvulas cardíacas ou anomalia na forma como o coração bombeia o sangue. Este exame está também indicado no diagnóstico de qualquer cardiopatia congénita de um feto.

Deste modo, este exame permite obter informações acerca de:

  • Definição das dimensões das cavidades cardíacas e da espessura de suas paredes;
  • Avaliação das válvulas mitral, tricúspide, aórtica e pulmonar;
  • Avaliação da função sistólica e diastólica (relaxamento) dos ventrículos e da sua contratilidade;
  • Análise da anatomia do pericárdio;
  • Estudo das cardiopatias congénitas;
  • Avaliação da aorta, artéria pulmonar e veias cavas;
  • Pesquisa da presença de trombos intracardíacos;
  • Avaliação da presença de doença cardíaca em doentes de risco, como os portadores de hipertensão arterial ou de sintomas cardíacos (falta de ar, dores no peito, angina, palpitações);
  • Avaliação de atletas de competição, de modo a excluir algumas causas de morte súbita em atletas.

O exame é, habitualmente, solicitado (prescrito) na presença dos seguintes sinais e sintomas:

  • Palpitações cardíacas;
  • Dor no peito;
  • Sopro cardíaco;
  • Tonturas, vertigens;
  • Desmaios;
  • Pulsação acelerada, irregular;
  • Falta de ar;
  • Fraqueza, cansaço;
  • Edemas das pernas;
  • Diminuição da capacidade em praticar exercício.

É também frequentemente requisitado após a execução de outros exames que levantem a suspeita ou revelem qualquer anomalia cardíaca, como por exemplo o eletrocardiograma (ECG).

Saiba, aqui, tudo sobre eletrocardiograma.

Riscos na realização de uma ecocardiografia

As ecocardiografias são bastante seguras, simples e frequentemente indolores.

No caso da ecocardiografia transesofágica o desconforto é bastante minimizado com recurso à sedação. Após o exame, a garganta pode ficar sensível durante algumas horas.

Durante a ecocardiografia de sobrecarga, os fármacos administrados ou o esforço podem levar a alterações do ritmo cardíaco e, em casos extremamente raros, complicações mais graves como um possível enfarte de miocárdio. Por isto, este exame é sempre efetuado com a presença de um médico cardiologista.

Quanto custa um ecocardiograma?

A ecocardiografia é um exame que pode ser comparticipado pelo Serviço nacional de Saúde (SNS) nas clínicas com acordo. Selecione o seu concelho e veja mais informação sobre exames de cardiologia e convenções com o SNS. Caso o exame seja realizado com comparticipação do SNS, o utente apenas tem de pagar uma taxa moderadora, sendo o custo do exame suportado pelo estado. O custo da taxa moderada em Portugal, de acordo com a última portaria publicada, para um ecocardiograma transtorácico bidimensional é de 7 (sete) euros.

A ecocardiografia pode ser também realizada a título particular, sendo o valor do exame fixado pela clínica que o realiza. Tipicamente, a ecocardiografia é um exame com um preço significativamente inferior a outros exames como a RM, por exemplo.

Clínica de Cardiologia