RM da Próstata

RM da Próstata

O que é RM da próstata?

A ressonância magnética (RM) da próstata é um exame por imagem com excelente acuidade diagnóstica, muito importante na avaliação desta glândula masculina em diferentes patologias (veja quais em indicações da RM da próstata).

A ressonância magnética (RM) ou ressonância magnética nuclear (RMN) é um método de diagnóstico que não usa radiação ionizante, operando através de um campo magnético intenso e ondas de rádio para conceber imagens pormenorizadas dos distintos órgãos e sistemas do corpo humano, neste caso concreto da próstata. Os aparelhos de RM que usam campos magnéticos mais intensos (3 Tesla no uso clínico comum) são idênticos a túneis e referidos popularmente por ressonância magnética fechada ou de campo fechado. Em opção, particularmente para indivíduos com claustrofobia, existem aparelhos de ressonância magnética aberta ou de campo aberto, que apesar de gerarem campos magnéticos menos intensos e imagens médicas com menor resolução, mas mesmo assim conseguem produzir imagens com excelente acuidade diagnóstica.

clinica_imagiologia.png

Indicações da RM da próstata

Existem exames mais baratos e de fácil execução no estudo da próstata (veja quais em outros exames) quando comparados com a RM. Por isso, este exame reserva-se ao estudo complementar da próstata sempre que existem dúvidas ou se pretende uma avaliação mais detalhada. Ou seja, a RM da próstata é um exame que serve para estudar esta glândula masculina, principalmente nos casos em que existe suspeitas de patologias (ou doenças), onde se destacam os tumores benignos ou malignos (cancro) da próstata.

Nos últimos anos tem sido enaltecido o interesse da ressonância multiparamétrica da próstata nos casos de suspeita diagnóstica de cancro. De facto, a ressonância pode ajudar o Médico a reconhecer áreas de maior ou menor possibilidade de cancro, de modo a poder orientar a biópsia para essas mesmas áreas. Para isso, as imagens conseguidas na ressonância são usadas em simultâneo com a ecografia prostática transretal e assim pode ser concretizada a denominada biópsia de fusão. A RM é ainda um exame com excelente acuidade nos casos em que já existe um diagnóstico de cancro da próstata e se pretende saber a extensão deste aos tecidos/órgãos vizinhos.

Saiba, aqui, tudo sobre cancro da próstata.

Outros exames da próstata

A ecografia da próstata é um exame de fácil execução e acessível usado frequentemente como exame de primeira linha na avaliação da próstata. Existem duas abordagens distintas:

  • Ecografia prostática transrectal (ou ecografia vesico prostática) – a sonda é introduzida por via endorectal (pelo ânus). Pode ser efetuada para melhor avaliação do parênquima da glândula (ex. avaliar a presença de nódulos prostáticos), mas segundo a Sociedade Europeia de Urologia deverá ser usada apenas para guiar biópsia prostática.
  • Ecografia prostática suprapúbica – na ecografia da próstata por via suprapúbica, a avaliação é executada por abordagem pélvica (“pela barriga”). Possibilita calcular o volume da próstata e avaliar os seus contornos.

Saiba, aqui, tudo sobre ecografia da próstata.

No caso de suspeita clínica de neoplasia maligna da próstata, a ecografia pode propor zonas de maior suspeita, as quais devem ser objeto de biópsia dirigida. Todavia, a ecografia prostática, supra-púbica ou transretal, não deve ser utilizada como forma de rastreio do cancro da próstata tendo em conta o seu baixo valor diagnóstico em neoplasias de pequeno volume. É também importante na avaliação de patologias benignas, como na hiperplasia benigna da próstata (HBP), presença de sequelas de prostatite (traduzidas pela presença de calcificações).

Saiba, aqui, o que é prostatite.

A ECO prostática está aconselhada nos homens com alteração do valor de PSA (Prostate Specific Antigen), principalmente quando há suspeita de tumores. O PSA é um exame ao sangue do antígeneo específico prostático, sendo uma forma de rastrear o cancro de próstata. O PSA pode aparecer modificado em numerosas situações como tumores benignos ou malignos da próstata, em inflamações prostáticas ou pela simples manipulação da próstata (massagem prostática). Um PSA baixo é, geralmente, um sinal de saúde da próstata. Um rápido aumento pode ser um sinal de que algo está errado, sendo o cancro de próstata a causa mais grave de um elevado PSA.

O toque retal é outro exame simples que pode ser executado pelo Médico Urologista. O toque retal é feito para sentir irregularidades/ nodularidades da próstata e estimar o seu volume. O toque é seguro e fácil, mas não consegue por si só identificar alguns dos cancros em fases precoces. O PSA e o toque retal devem ser feitos em conjunto, pois assim podem auxiliar a diagnosticar o cancro de próstata numa fase precoce.

Na maior parte dos casos, o diagnóstico do cancro da próstata é feito através de biópsia da próstata, onde são recolhidas amostras através de uma agulha para serem analisadas em laboratório. Porém, a biópsia prostática, sendo um exame invasivo e com riscos para o doente, deve ser apenas executada quando existem modificações suspeitas ao toque retal ou nos valores de PSA.

RM da próstata com contraste

Na ressonância magnética da próstata com contraste é calculado o comportamento vascular das estruturas em análise, completando a avaliação inicial sem contraste. O gadolínio é uma substância ministrada por via endovenosa que amplia a intensidade de sinal das estruturas com fluxo sanguíneo aumentado, por exemplo no contexto de tumores ou inflamações. O uso de gadolínio está contra-indicado em doentes com insuficiência renal grave.

É necessária preparação?

Não é necessário efetuar qualquer tipo de preparação para realizar a RM da próstata.

O paciente pode tomar a medicação habitual e não é necessário jejum.

Quanto tempo demora o exame?

O Técnico de Radiologia realiza o exame que depois será interpretado e relatado pelo Médico Radiologista. O tempo médio para a realização do exame é de cerca de 30 minutos. O tempo que o Médico Radiologista posteriormente demora a relatar o exame é bastante variável e depende da urgência do exame.

Os resultados do exame (imagem e relatório escrito) são conhecidos após o Médico Radiologista aprovar o relatório final.

Quanto custa uma RM da próstata?

Os utentes do Sistema Nacional de Saúde (SNS) só têm acesso a este método de imagem médica em meio hospitalar, pelo que os diferentes estudos de ressonância magnética não estão considerados na Tabela de Convencionados. Para os beneficiários da ADSE, o valor da taxa moderadora varia entre 27€ e 30€ (ver tabela ADSE).

Para a realização da ressonância magnética da próstata a título particular, o preço médio é de sensivelmente 300€. No entanto, o valor do exame é determinado pela clínica de imagiologia respetiva, pelo que o valor apresentado é simplesmente uma “ordem de grandeza”.

Veja onde fazer o exame, e mais informações sobre o preço dos exames em Portugal, na clínica de imagiologia, selecionando o seu concelho.

clinica_imagiologia.png