Cirurgia de prótese de joelho

Artroplastia de joelho - cirurgia de prótese de joelho

Artroplastia do joelho

A artroplastia de joelho é a cirurgia de joelho geralmente utilizada para o tratamento da artrose do joelho. A operação consiste na substituição da articulação afetada por um implante em metal e polietileno, a chamada prótese do joelho. Esta é fixa ao osso através de um cimento especial.

A artrose no joelho resulta de um processo degenerativo por desgaste na cartilagem do joelho que ocorre naturalmente com o evoluir da idade, ou secundariamente originado pelo excesso de peso, desvio no eixo do joelho ou traumatismo com fratura ou lesão de ligamentos cruzados.

A artroplastia do joelho é no tratamento da gonartrose, uma alternativa à já ultrapassada, artrodese de joelho.

É das cirurgias do joelho que sofreu mais evolução nos últimos anos, mercê dos progressos nos implantes e do melhor conhecimento da biomecânica do joelho. Permite, na maior parte dos casos de artrose do joelho, uma franca redução da dor e uma melhoria assinalável da qualidade de vida para o doente.

Em fases iniciais da doença, a cirurgia de artrose no joelho pode ser conservadora da articulação e inclui uma série de procedimentos como a artroscopia do joelho com shaving e microfraturas das lesões cartilagineas ou então osteotomias do joelho para correção do alinhamento do membro.

A cirurgia para colocar prótese no joelho é indispensável para anular a dor no joelho em fases de artrose mais avançada. A taxa de sucesso desta intervenção é muito elevado (mais de 90% dos doentes preservam a sua prótese até 20 anos).

É no entanto importante a correta seleção do candidato a fazer a cirurgia, visto que, os doentes que apresentam doença tricompartimental, necessitam de uma artroplastia total de joelho, enquanto outros, com atingimento monocompartimental, poderão igualmente ficar funcionalmente bem apenas com uma artroplastia parcial de joelho.

medico_ortopedia.png

Próteses do joelho

A cirurgia de prótese de joelho é efetuada através de uma incisão mediana com 10-12 cm de comprimento, aproximadamente. Depois, afastando lateralmente a rótula, são efetuados cortes muito precisos no fémur e tíbia utilizando um instrumental específico para o efeito. É confirmado então: o alinhamento do joelho, o tamanho da prótese no joelho e efetuado um adequado balanço ligamentar. Existem atualmente próteses para joelho já customizadas (adaptadas) para cada doente individualmente, obrigando a um planeamento prévio da cirurgia da prótese total.

Embora apelidadas de próteses totais, em muitas situações não é necessário aplicar qualquer componente rotuliano, sendo apenas efetuada uma “toilete” da rótula com limpeza dos osteófitos marginais. Para isso é necessário que esta ainda apresente uma cartilagem articular relativamente preservada.

Artroplastia de joelho - riscos, complicações

Os riscos da artroplastia total de joelho são essencialmente: a infeção e a trombose venosa profunda. Estas ocorrem numa percentagem baixa de casos (2-4%). Existem formas de as prevenir através de medicação profilática como antibioterapia e anticoagulantes. As transfusões de sangue, são também atualmente raramente necessárias devido á generalização de dispositivos de reaproveitamento de sangue.

As complicações tardias têm geralmente a ver com o eventual descolamento dos componentes, risco minimizado pela evolução das técnicas de cimentação.

Embora a colocação de uma prótese de joelho não seja isenta de complicações, o grau de confiança nesta intervenção tem subido muito nos últimos anos, em virtude dos excelentes resultados e sobrevida que as próteses apresentam a longo prazo.

Artroplastia de joelho - reabilitação, recuperação

A cirurgia de prótese no joelho obriga habitualmente a um internamento de apenas 3 ou 4 dias, durante o qual se inicia o processo de reabilitação. A recuperação do joelho operado começa no dia a seguir à cirurgia de prótese do joelho com mobilização ativa e levante apoiado por canadianas.

A artroplastia total do joelho apresenta reabilitação rápida permitindo ao doente sair do internamento com grande autonomia e segurança na deambulação.  

Quando tecnicamente as próteses do joelho são bem implantadas e se também bem reabilitadas, a probabilidade de obter uma articulação normal pós artroplastia do joelho é elevada. Neste sentido, após a alta o doente deve iniciar imediatamente um adequado protocolo de reabilitação de modo a conseguir-se uma recuperação total.

A fisioterapia após a artroplastia do joelho obriga a cuidados específicos, pelo que deve ser sempre efetuada sobre supervisão de um médico especialista de joelho (Ortopedista e Fisiatra) e num centro apetrechado com todo o equipamento necessário.

Existem timings para a recuperação pós-artroplastia total de joelho que a fisioterapia deve conhecer e respeitar. Para isso é muito importante que toda a equipa médica e de terapeutas, tenha o Know-how e a experiência necessários para retirar o máximo de rendimento da cirurgia de prótese do joelho cujo uso se generalizou na última década.

Saiba, aqui, tudo sobre a reabilitação após a cirurgia de prótese do joelho.

Quanto custa uma artroplastia de joelho?

O preço da cirurgia varia de acordo com o tipo de prótese a utilizar, se é realizada uma artroplastia total ou parcial de joelho, etc. O valor da operação também varia de acordo com o subsistema de saúde do doente, entre outros fatores.

Apenas o médico ortopedista poderá, após avaliação em consulta, estimar com exatidão o valor da cirurgia.

medico_ortopedia.png