Broncoscopia

Fotos de broncoscopia

O que é broncoscopia?

A broncoscopia é um exame de diagnóstico que nos permite avaliar a traqueia, os brônquios e parte dos pulmões. A broncoscopia é feita através da introdução na boca ou no nariz de um tubo, designado broncoscópio que possui na sua extremidade uma câmara de vídeo e uma fonte de luz fria. Como a broncoscopia é um procedimento que usa vídeo é, muitas vezes, referida também como videobroncoscopia. Este instrumento permite ao médico examinar diretamente as vias respiratórias

Na larga maioria dos casos, o exame é realizado através de um tubo longo e flexível, designando-se neste caso por broncoscopia flexível ou fibrobroncoscopia. Num pequeno número de casos, em que é necessário um canal de trabalho maior (ex hemoptises, corpos estranhos, necessidade de uso de LASER ou próteses), é usado um tubo metálico rígido designando-se neste caso por broncoscopia rígida. Neste caso é necessária anestesia geral.

A broncoscopia flexível ou fibrobroncoscopia é o tipo de endoscopia respiratória que é usada quotidianamente na prática clínica, pelo que é sobre esta que nos debruçaremos com maior detalhe ao longo do texto.

Indicações da broncoscopia

A decisão sobre a necessidade de realizar qualquer exame é sempre tomada pelo médico, em função das características individuais de cada paciente e das suas queixas ou doenças.

De uma forma geral, a broncoscopia diagnóstica pode ser aconselhada quando há emissão de sangue através das vias respiratórias (por exemplo, expectoração raiada de sangue), quando estão presentes alterações na radiografia ou na TAC torácica, nas situações de tosse persistente sem causa esclarecida, para rever achados de endoscopias respiratórias realizadas anteriormente.

O exame também pode ser usado com o objetivo de esclarecer dúvidas surgidas noutros exames, ou então para colheita de produtos:

  • Aspirado brônquico, no caso de suspeita de tuberculose, pneumocistose ou outras infeções pulmonares.
  • Lavado broncoalveolar (LBA), em que é “inundada” uma porção do pulmão com soro fisiológico e posteriormente aspirada, no caso das doenças pulmonares difusas.

O broncoscópio pode também acoplar alguns instrumentos cirúrgicos, permitindo efetuar ao médico pneumologista (especialista em pneumologia) alguns procedimentos. A bronoscopia terapêutica (usada como tratamento) está indicada quando há necessidade de se aspirar secreções espessas que condicionam atelectasias, para remoção de corpos estranhos e para redução ou remoção de tumores com crescimento endotraqueal ou endobrônquico. Embora nestas últimas indicações a broncoscopia rígida seja mais utilizada.

Para além das indicações atrás apresentadas para a broncoscopia pulmonar, esta técnica pode também ser usada noutras patologias pelo médico pneumologista.

Broncoscopia com biópsia

Uma broncoscopia com biópsia é realizada caso seja necessário para o diagnóstico, colher fragmentos de tecido (biópsia) ou secreções. Ou seja, o exame é realizado de igual forma, no entanto, através de instrumentos cirúrgicos acoplados ao broncoscópio são retiradas amostras de tecido. Quando se trata de gânglios ou lesões pulmonares que não produzem alteração da mucosa, o pneumologista pode usar o EBUS (endobronchial ultrasound) para poder biopsar com segurança.

Estas amostras de tecido são posteriormente analisadas em laboratório e permitem obter preciosas informações, a existência ou não de cancro ou patologia infeciosa.

Preparação para a broncoscopia

Não é necessária qualquer preparação prévia ao exame, exceto que deve estar em jejum (não comer qualquer alimento pelo menos nas 6 horas prévias ao exame).

O doente pode beber água em pequenas quantidades, apenas para tomar os medicamentos (ou remédios) que efetua habitualmente, desde que não exista indicação em contrário por parte do médico. A medicação anti-agregante e hipocoagulante deverá ser suspensa caso possível.

Como é feita uma broncoscopia?

O doente é posicionado em decúbito dorsal (barriga para cima) ou sentado – depende do operador. De seguida, o médico irá introduzir pela boca ou pelo nariz um tubo longo e flexível (broncoscópio). O broncoscópio possui na sua extremidade uma câmara de vídeo e uma fonte de luz, permitindo ao médico examinar as vias respiratórias.

Estas medicações não implicam o internamento, pelo que poderá abandonar o local pelo seu próprio pé pouco depois do exame. No entanto, é conveniente estar acompanhado por alguém que lhe possa prestar o auxílio eventualmente necessário.

Como vimos anteriormente, em alguns casos pode ser necessário para o diagnóstico, colher fragmentos de tecido (biópsias) ou secreções.

O médico poderá transmitir-lhe alguns resultados do exame imediatamente após a realização do mesmo, no entanto são necessários alguns dias para ter o resultado final no caso de ser realizada alguma recolha de tecidos (biópsia) ou de secreções.

Quanto tempo demora a broncoscopia?

A realização da broncoscopia dura cerca de 20 minutos (tempo médio). Em caso de necessidade de realização de outros procedimentos e da sua complexidade, a duração do exame pode ser superior.

Complicações da broncoscopia

A broncoscopia é uma técnica segura e amplamente utilizada, mas existem possíveis riscos e complicações tal como acontece com qualquer outro exame em que sejam usados aparelhos ou medicamentos.

A incidência destes riscos varia de doente para doente e está relacionada com a utilização eventual de medicamentos e com procedimentos adicionais que seja necessário realizar. Entre os riscos mais comuns incluem-se sensibilidade do nariz e garganta, hemorragia nasal e tosse com sangue, que normalmente se resolvem sem intervenção. Para reduzir o risco de ocorrência de complicações é fundamental que o médico esteja informado sobre alergias, outras doenças ou tratamentos em curso.

Também podem ocorrer, embora muito raramente, dificuldade respiratória (broncospasmo), arritmias e paragem cardio-respiratória.

Recuperação após broncoscopia

A recuperação após o exame é rápida, habitualmente, sem complicações nem se revestindo de cuidados especiais.

Após o exame é normal sair uma pequena quantidade de sangue na expectoração, contudo, se houver alguma queixa de novo que o/a preocupe, deve contactar a unidade de broncologia onde realizou o exame ou o serviço de urgência mais próximo.

Não deverá comer nem beber durante uma hora e meia após o exame.

Quanto custa uma broncoscopia?

O preço da broncoscopia varia de acordo com o subsistema de saúde associado ao doente (ex. SNS, ADSE, etc.). O valor do exame oscila também de acordo com os procedimentos realizados (biópsias, etc).

Veja mais informação sobre custos e onde fazer a broncoscopia, selecionando o seu concelho em Portugal.

clinica de pneumologia.png