Bruxismo

Imagens, Fotos de Bruxismo dental

O que é bruxismo?

O bruxismo é uma desordem de ordem funcional que se caracteriza pelo apertar ou ranger os dentes em movimentos semelhantes aos da mastigação e que pode ocorrer em qualquer idade e em ambos os sexos.

Quando nesta desordem se verifica apenas o apertar dos dentes, estamos perante o designado bruxismo cêntrico, por sua vez quando ocorrem movimentos da mandíbula que fazem ranger os dentes, então é chamado de bruxismo excêntrico.

Normalmente é um distúrbio ou hábito parafuncional involuntário, que ocorre durante o sono, podendo no entanto também ser voluntário ou “semi-voluntário”, no caso da pessoa bruxómana realizar esses movimentos acordado, sem se aperceberem, aparentemente, que o estão a fazer.

O bruxismo dentário é uma desordem ou “doença” que atinge cerca de 15% da população e afeta tanto crianças como adultos de qualquer idade.

clinica-dentaria.png

Problemas e consequências no bruxismo

O bruxismo pode causar vários problemas com consequências mais ou menos nefastas, que se tendem a agravar nos casos em que se verifica uma persistência, mais ou menos, prolongada do distúrbio. Independentemente dos tipos de bruxismo presentes, podemos elencar os seguintes problemas:

  • Desgaste prematuro dos dentes com a consequente perda de esmalte dentário e eventuais fraturas dos dentes, podendo implicar a necessidade de restauração dos dentes desgastados pelo bruxismo.
  • Sensibilidade dentária excessiva;
  • Hipertrofia ou maior desenvolvimento dos músculos envolvidos na mastigação, podendo, muitas vezes, verificar-se inflamação desses músculos;
  • Problemas na articulação temporomandibular (ATM);
  • Dores de cabeça e de ouvido frequentes;
  • Transtornos do sono.

No caso de estarmos perante um bruxismo severo ou grave, estes problemas tendem a agravar-se e a deixar sequelas irreversíveis.

Bruxismo noturno

O bruxismo noturno é aquele que ocorre enquanto dorme, durante o sono, e como tal a pessoa não se apercebe que está a apertar ou ranger os dentes porque o faz de uma forma involuntária.

Como tal, este bruxismo do sono, só é percetível ou identificado por alguém que esteja relativamente perto do bruxómano.

Bruxismo diurno

O bruxismo diurno, também chamado de briquismo, é aquele que ocorre durante o dia, diferindo do noturno na medida em que ocorre enquanto a pessoa se encontra acordada, sendo caracterizado por uma atividade voluntária ou semi-voluntária. Nestes casos, normalmente, os movimentos estão associados a um hábito ou “tique”.

Bruxismo - causas

Não são conhecidas as causas exatas do bruxismo. Contudo, o stress continuado e a ansiedade excessiva, causas psicológicas e certos distúrbios neurológicos, podem ser os principais desencadeadores deste transtorno.

Para além disso, as drogas, o álcool, o tabaco e alguns medicamentos psiquiátricos podem também ser fatores adjuvantes do aparecimento do bruxismo.

O desalinhamento dentário com a sua má oclusão associada, e alguns distúrbios do sono, podem também estar na origem desta desordem funcional.

Bruxismo - sintomas

Existem muitos sinais e sintomas que podem ajudar a diagnosticar a presença de bruxismo, conforme descrevemos de seguida:

  • Dor de cabeça, desde cefaleias a enxaquecas, passando por uma eventual sensação de pressão na testa ou na nuca;
  • Sintomas de dor ao nível da articulação temporomandibular que podem incluir dor, estalidos (barulhos), ressaltos ou até luxação ou sub-luxação da mesma;
  • No caso de já se verificar desgaste do côndilo da mandibula pode haver também limitação na abertura e fecho da boca;
  • Dor, barulhos ou zumbidos nos ouvidos e, por vezes, a sensação de ouvido tapado, podendo haver mesmo diminuição da audição;
  • Tonturas, vertigens, enjoos ou vômitos;
  • Nevralgias, normalmente associadas ao nervo trigémeo.

Note, no entanto, que os sinais e sintomas de bruxismo apresentados podem variar bastante de acordo com a severidade do problema e grau de evolução da patologia.

Bruxismo infantil

O bruxismo infantil ou bruxismo em crianças é mais frequente do que o bruxismo nos adultos, pois esta desordem tende a diminuir durante a adolescência.

Distúrbios neurológicos (autismo por exemplo), hábitos alimentares inadequados e fatores hereditários podem estar na base da manifestação do bruxismo na infância, que sendo detetável até aos 6 anos de vida, poderá ser considerado ainda de bruxismo fisiológico, e como tal não exige preocupação de maior.

A partir dessa idade e havendo um desgaste dentário muito mais acentuado e na presença de sintomatologia associada (dor de cabeça por exemplo), então já passamos a estar perante um bruxismo patológico, e como tal passível de tratamento tão breve quanto possível a fim de se evitar consequências muito mais difíceis de contornar.

O bruxismo em bebé também pode ocorrer, pois este transtorno pode manifestar-se logo após o nascimento dos primeiros dentes, o que normalmente ocorre entre os 6 e os 8 meses de vida, mas nestes casos normalmente não é dada grande relevância.

Tal como no adulto, existe bruxismo infantil diurno e bruxismo infantil noturno, consoante a criança se encontre acordada ou a dormir, respetivamente. Veja mais informação em bruxismo noturno e diurno.

Bruxismo tem cura?

O bruxismo é uma doença que pode e deve ser submetida a tratamento a fim de se evitarem vários problemas graves, que se vão tornando cada vez mais acentuados. Muitas vezes esse tratamento passa apenas pela tomada de medidas para se conseguir evitar maiores consequências no bruxómano, e outras vezes passa mesmo por uma medicação adequada no âmbito da neurologia.

Selecione o seu concelho ou saiba, de seguida, como tratar o bruxismo.

clinica-dentaria.png

Bruxismo - tratamento

No bruxismo, o tratamento pode não ser de todo eficaz, pois a sua etilogia ou causas são ainda desconhecidas. Por vezes, torna-se muito difícil combater ou acabar com o bruxismo, mas os tratamentos, ainda assim, permitem diminuir a dor, evitar danos permanentes nos dentes e impedir o contato entre os dentes para acautelar o ranger ou apertar dos dentes.

Em alguns casos, o tratamento para bruxismo passa pela administração de medicamentos indicados no controlo dos estados de stress e ansiedade, nos pacientes em que se evidencia que estes fatores possam estar na origem do problema. Este remédio ou tratamento medicamentoso contempla portanto a toma de medicamentos ansiolíticos, antidepressivos ou sedativos, de acordo com a prescrição que o Médico aconselhar, tendo em conta a avaliação da situação. Consultas de psicologia e/ou neurologia podem, portanto, serem opções viáveis de especialidades às quais se deve recorrer.

No caso dos estados de stress e ansiedade pode recorrer-se igualmente ao tratamento caseiro ou natural. Existem certas substâncias que possuem propriedades calmantes ou relaxantes, ajudando assim a descontrair ou aliviar o estado de nervosismo ou ansiedade. Dentro destas substâncias poderão ser consideradas as infusões de camomila, valeriana, manjerona, melissa ou boldo. A aplicação de calor utilizando uma toalha quente, colocada nos lados da face, também funciona como um relaxante muscular, pois ajudará a relaxar os músculos que se encontram sob tensão, aliviando assim os sintomas.

Outra medida importante no tratamento do bruxismo passa por impedir o contato entre os dentes para evitar o “ranger” ou apertar dos dentes. Para o efeito são confecionadas goteiras ou placas de bruxismo, uma espécie de “mordedor” ou “boqueira”, que encaixam na arcada do maxilar superior ou do inferior, impedindo assim o contacto dos dentes, conforme descrevemos de seguida.

Placa de bruxismo

Uma placa de bruxismo, também chamada de férula, goteira, placa interoclusal ou ainda placa miorrelaxante, quando colocada sobre os dentes de uma arcada dentária, ajudam a limitar os movimentos dos músculos envolvidos na mastigação e a reduzir o atrito entre os dentes que provoca o seu desgaste (veja foto).

Esta placa de bruxismo deve ser colocada à noite, antes de dormir e nos casos de bruxismo diurno também se deverá usar a placa durante o dia, tanto tempo quanto possível.

O valor ou preço de uma placa bruxismo, sem incluir a consulta de avaliação pode variar entre os 60 e os 120 euros, consoante a clínica dentária e o tipo de material confecionado. A placa tende a ser mais barata se confecionada em acrílico.

Aparelho para bruxismo

Mais recentemente surgiu o aparelho para bruxismo (aparelho NTI), que nada tem a ver com o aparelho ortodôntico convencional.

Este aparelho tem alguma semelhança com a placa interoclusal, mas é muito mais pequeno e discreto, pois embora encaixe também sobre os dentes, só se aplica na parte frontal superior ou inferior da arcada, impedindo assim que os dentes posteriores entrem em contato, evitando o seu desgaste. Este aparelho também previne os sintomas relacionados com a dor de cabeça, pois vai fazer com que a contração dos músculos faciais diminua, permitindo um relaxamento dos mesmos.

O preço deste aparelho não difere significativamente da goteira já referida.

Como evitar bruxismo?

Sem tratamento, o bruxismo propriamente dito não é evitável nos casos em que o mesmo ocorre durante o sono (bruxismo noturno), pois é um ato involuntário. Pode, no entanto, tomar-se medidas para evitar as suas consequências, como já foram referidas anteriormente.

Já nos casos em que o bruxismo se verifica quando a pessoa está acordada ou consciente, podem haver cuidados a ter, para além da medicação, para que se evite o apertar ou ranger dos dentes, nomeadamente o de tentar manter os dentes desencostados, ficando apenas os lábios em contato. Neste sentido, deve-se evitar o stress, o tabaco, as drogas e as bebidas alcoólicas, manter uma alimentação adequada e praticar exercício físico, entre outras.

Deve também consultar o Médico Dentista com regularidade, pois o mesmo poderá identificar situações de bruxismo, baseado nomeadamente na observação do desgaste dos dentes e numa avaliação da articulação temporomandibular, ainda que superficial.

Não existe propriamente um especialista em bruxismo, mas os profissionais de saúde a quem devemos recorrer para tentar resolver este problema são os Neurologistas e os Médicos Dentistas, e dentro destes últimos, os especialistas em oclusão poderão ser mais indicados para conseguir diminuir as consequências já instaladas.

clinica-dentaria.png