Doença de Crohn

Fotos, Imagens de doença de Crohn

O que é doença de Crohn?

A doença de Crohn (síndrome ou “mal de Crohn”) é uma doença auto-imune que provoca inflamação do trato digestivo que condiciona o surgimento de úlceras e sangramento. Afeta principalmente o cólon e a última porção do intestino delgado (íleo), mas pode atingir todo o tubo digestivo, desde a boca até ao ânus.

A doença de Crohn, tal como a colite ulcerosa, é uma doença inflamatória do intestino.

Doença do Crohn - causas

As causas exatas da doença de Crohn continuam a ser desconhecidas.

Anteriormente, a dieta e o stress foram consideradas causas prováveis. Contudo, hoje sabe-se que estes dois fatores não causam a doença podendo ser considerados apenas como fatores que agravam os sintomas. Fatores genéticos e alterações do sistema imunológico desempenham, provavelmente, um papel na fisiopatologia da doença.

A doença de Crohn é mais comum em pessoas que têm membros da família com a doença, pelo que a genética pode desempenhar um papel importante. No entanto, a maioria das pessoas com doença de Crohn não possuem história familiar da doença.

Saiba, de seguida, quais são os sintomas da doença de Crohn.

Doença do Crohn - sintomas

Os sinais e sintomas mais comuns da doença de Crohn incluem: dor abdominal, diarreia, fadiga (cansaço) e perda de peso. Outros sintomas extra-intestinais podem ainda incluir: aftas orais, problemas de pele, dores articulares (nas articulações), inflamação ocular (dos olhos) e problemas anais (fístulas e abscessos).

Saiba, de seguida, como diagnosticar a doença de Crohn.

Diagnóstico da doença do Crohn

O diagnóstico da doença de Crohn é feito com base nos sintomas acima descritos e nos resultados do exame físico e dos exames laboratoriais e imagiológicos tais como: ecografia abdominal, colonoscopia, enteroscopia por cápsula e entero-tomografia computorizada.

Alguns exames sanguíneos com pesquisa de anticorpos anti-Saccharomyces cerevisiae (ASCA) e anti-citoplasma dos neutrófilos (ANCA) podem auxiliar no diagnóstico.

Para realizar o diagnóstico é fundamental efetuar uma colonoscopia com ileoscopia, isto é, com observação do íleo terminal. Durante este procedimento é possível colher amostras (biópsias) do intestino, sendo que o resultado histológico poderá confirmar o diagnóstico de doença de Crohn e excluir outras doenças que se apresentam com sinais e sintomas semelhantes.

Saiba, aqui, o que é colonoscopia.

Complicações da doença do Crohn

As complicações da doença do Crohn são várias, entre as quais salientam-se:

  • Oclusão intestinal - É causada pelo espessamento e presença de cicatrizes (estenoses) do tubo digestivo afetados pela doença que impedem a passagem dos alimentos;
  • Úlceras - Podem surgir em todos os segmentos do tubo digestivo (desde a boca até ao ânus);
  • Fístulas - Surgem quando as úlceras se estendem através da parede do intestino podendo causar uma ligação anormal (fístula) entre duas zonas do intestino. Por exemplo, fístulas entre o intestino e a pele ou entre o intestino e outro órgão como a bexiga ou a vagina. Este tipo de doença designa-se doença de Crohn fistulizante;
  • Cancro colororretal - O risco de cancro é mais elevado em pessoas com doença de Crohn com inflamação no intestino grosso, sendo esse risco mais elevado em pacientes que tenham doença por um período de tempo maior e áreas mais extensas de inflamação intestinal.

Na maioria dos casos, a doença inflamatória intestinal não afeta a capacidade de engravidar. Muitas mulheres questionam se a gravidez pode afetar a sua doença de Crohn e se os tratamentos prejudicaram o bebé. Contudo, com uma terapia adequada, a maioria das mulheres pode ter uma gestação normal.

A doença do Crohn tem cura?

Embora esta doença seja crónica, isto é, não tenha cura definitiva, atualmente pode ser controlada. Assim, a maioria das pessoas com doença de Crohn é capaz de viver uma vida ativa e com qualidade. O controlo da doença pressupõe a toma de medicação e a consulta regular com um especialista em doenças do aparelho digestivo (gastrenterologista).

Saiba, de seguida, como tratar a doença de Crohn.

Doença do Crohn - tratamento

O tratamento da doença de Crohn deve ser orientado pelo médico gastrenterologista, e a escolha do tratamento dependerá, entre outros fatores, da parte do trato digestivo envolvida na doença.

O tratamento passa, geralmente, pela prescrição de medicamentos (remédios) que possui dois objetivos: aliviar os sintomas (obtendo assim a remissão da doença) e impedir o surgimento de novo dos sintomas, isto é, manter a remissão da doença. O tratamento medicamentoso pode incluir vários fármacos distintos, entre eles: corticoides, 5-aminossalicilatos, azatioprina, adalimumab e infliximab, entre outros.

Não existe qualquer tipo de tratamento caseiro ou natural para esta doença, pelo que é fundamental o cumprimento da terapêutica instituída pelo médico. O doente não deve tomar qualquer tipo de medicação sem prescrição médica.

Os medicamentos podem ajudar a controlar os sintomas  e as complicações da doença de Crohn permitindo evitar ou adiar a cirurgia. No entanto, o tratamento cirúrgico (cirurgia ou operação) pode ser recomendado quando os sintomas não forem passíveis de serem controlados com medicamentos ou se existirem efeitos colaterais importantes.

No entanto, a cirurgia não cura a doença de Crohn e mesmo após a operação poderá ser necessário manter tratamento com medicamentos para controlar os sintomas a longo prazo.

Doença do Crohn - alimentação

A dieta alimentar na doença de Crohn deverá ser equilibrada, sendo que uma alimentação adequada e nutritiva pode ajudar a manter a saúde e um peso corporal normal. Um paciente portador de doença de Crohn deve manter uma dieta saudável e pode comer alimentos de todos os grupos alimentares.

No entanto, muitas pessoas podem identificar alimentos que pioram os sintomas sendo razoável evitar esses mesmos alimentos. Se existir uma restrição na dieta em vários alimentos, por qualquer motivo, poderá ser-lhe receitado um suplemento nutricional.

Para além de uma dieta saudável, outras recomendações de estilo de vida incluem prática regular de exercício físico e não fumar.

Como prevenir a doença do Crohn?

A prevenção da doença de Crohn não é possível uma vez que a sua causa é ainda desconhecida. No entanto, é possível minimizar o risco de ter agudizações da doença, através do cumprimento terapêutico. Por outro lado, os medicamentos anti-inflamatórios podem agravar os sintomas.

Anteriormente, pensava-se que os hábitos alimentares, o stress e os fatores emocionais podiam ser responsáveis pelo aparecimento da doença de Crohn, contudo essa hipótese nunca se confirmou. No entanto, o stress pode ser responsável pelo agravamento dos sintomas da doença. O tabagismo pode piorar a doença de Crohn e aumentar o risco de cirurgia, pelo que pessoas com doença de Crohn não devem fumar.

gastrenterologia.png